PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Seção dedicada ao grupo Monzeiros Curitiba. Participe!

Moderador: david crozeta

Avatar do usuário
mspagiari
Membro Classic (Ní­vel 7)
Mensagens: 727
Registrado em: 03 Abr 2015, 00:22
Cidade: Itanhaem
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza Club
Motor: 2.0
Ano: 1994
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Mensagem não lida por mspagiari »

Pesquisei muito na internet, como comentei as vezes o carro não pega, dando um tapinha no distribuidor pega... pode ser q seja outra coisa q faz o motor morrer, porem resolvi apertar os contatos da bobina impulsora ao HEY, iria soldar como vi em alguns tópicos mas resolvi apenas apertar com um alicatinho os terminais deixando bem justos, tinha uma pequena folguinha lá. Desde ontem não deu o defeito, porem não vou dizer q era isso, pois pode voltar o problema.

Hj ao levar minha filha na escola percebi q ao desligar o contato do carro a bomba funciona aproximadamente 2 segundos ainda e depois desliga ... não havia percebido isto... Seria normal depois de desligar o contato funcionar por dois segundos a bomba? Nem lembro se era assim...

Defeito chato este....
monza club 1994 azul
ex-monza 1989 sle preto

Avatar do usuário
dutra s a
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
Mensagens: 2175
Registrado em: 29 Abr 2010, 23:31
Cidade: SP
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza GLS
Motor: 2.0
Ano: 1994
Combustível:: Etanol
Injeção: EFi

Re: PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Mensagem não lida por dutra s a »

como tem certeza disso ?

como sabe extamente ? fez testes ?

se ao desligar a chave a bomba continuar pode ser rele com problema e ate mesmo o comutador de partida deixando ter contato ate virar totalmente a chave pra desligar

se dando tapinha no distribuidor algo acontece , reveja as 2 tomadas que vai no hey , mexa nelas com as pontas dos dedos bem levemente pra ver se tem folga e nos fios tambem durante o funcionamento , isso vale pra todas as tomadas , derrepente ja acha o problema ai

abs estamos ai
CAÇA 94-2013 GLS F-14. 18WR+ ETANOL X 2.0 E.F.I. - DCR

Avatar do usuário
mspagiari
Membro Classic (Ní­vel 7)
Mensagens: 727
Registrado em: 03 Abr 2015, 00:22
Cidade: Itanhaem
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza Club
Motor: 2.0
Ano: 1994
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Mensagem não lida por mspagiari »

Não tenho certeza de nada ainda, estou apenas fazendo testes. Sinceramente não lembro se ao desligar o contato ouvia o barulho da bomba por 1 ou 2 segundos e depois párava (isto com o carro sem apresentar o defeito).

Qdo ocorre o defeito tb acontece isto, o carro morre e a bomba funciona por 1 segundo ou dois, sei pelo barulho dela...

O conector da bobina impulsora estava um pouco folgado (ao puxar com o dedo) apenas apertei os contatos e ficou justo.

Tenho o carro há 3 anos com funcionamento normal e este defeito (do tapinha na tampa para pegar) começou há 1 mes mais ou menos, mas o carro não morria.

Dei uma geral no distribuidor e alem de não pegar sem o tapinha as vezes começou a morrer do nada...

Tomara q seja esta pequena folga nos contatos da impulsora, próximo passo é trocar o distribuidor, pois troquei tampa, rotor...

Ah e voltei a usar o rotor novo q havia comprado, o esquema da solda não resolveu...

Obrigado pelo retorno.
monza club 1994 azul
ex-monza 1989 sle preto

Avatar do usuário
Carlos A. Freire
MODERADOR
Mensagens: 17470
Registrado em: 18 Jan 2007, 11:06
Cidade: SAO PAULO
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza GLS
Motor: 2.0
Ano: 1996
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Mensagem não lida por Carlos A. Freire »

Se bate no distribuidor e o motor funciona, não tenho dúvidas de ser problemas na bobina impulsora. Esse é o defeito clássico dela. Só tome cuidado com folga entre fios e terminais, pois eu mesmo já passei por isso, em uma peça nova Delphi, que troquei preventivamente.

Quanto a bomba de combustível, ao desligar a chave de ignição, depois do motor ter funcionado, sim, ela se mantem funcionando por poucos segundos. Inclusive isso me ajuda nas avaliações para identificar se a bomba funciona quando o motor está virando, quando estou sozinho nessa avaliação.

Quanto ao alternador, a tensão correta deve ficar entre 13,5v e 14,5v, sendo o ideal entre 13,8v e 14,2v. Abaixo de 13,5v, quando ligar consumidores elétrico (farol, A/C, Ventilador, desembaçador...) a tensão tende a cair e se igualar a da bateria, não vai carregar ou carregar muito pouco.

Abs,

Carlos Freire
Monza GLS 96 - 2.0 EFI gasolina
São Paulo-SP

Avatar do usuário
mspagiari
Membro Classic (Ní­vel 7)
Mensagens: 727
Registrado em: 03 Abr 2015, 00:22
Cidade: Itanhaem
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza Club
Motor: 2.0
Ano: 1994
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Mensagem não lida por mspagiari »

Obrigado Carlos, deve ser a bobina impulsora mesmo. Depois q apertei os terminais com um alicatinho (resolvi não soldar) parou de dar o defeito (pelo menos por enquanto). Entretanto eliminei a capinha plastica q vai no terminal pq ao apertar os fios quebrou... Será q não tem problema deixar sem a capinha q protege o terminal? se bem q se fosse soldar ia ter de eliminar esta capinha mesmo...

Qto ao alternador então tá nesta faixa mesmo, e a bomba é normal o zumbido de um segundo após desligar a chave.

Se continuar vou procurar um auto elétrico e trocar a impulsora, apesar dela estar boa com o multimetro com 800 e poucos ohms.

Quanto ao terminal, não vai causar problemas no funcionamento por conta das capinhas, desde que não inverta as posições dos fios.
Quanto a soldar ou apertar os terminais nos fios, nos dois procedimentos se solta a capinha dos terminais e depois recoloca. No tópico que criei sobre esse sintoma, onde fiz a solta e está bom até hoje, quase na hora da nova troca preventiva, repare nas imagens que não quebrei a capa e a mesma voltou para o lugar. Se apertou o fio com a capa no lugar e não refez, receio de o problema retornar. Se puder faça a solda ou pelo menos uma melhor clipagem do fio no terminal e não o terminal fêmea da bobina impulsora no terminal macho do HEI.

Abs,

Carlos Freire
monza club 1994 azul
ex-monza 1989 sle preto

Avatar do usuário
dutra s a
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
Mensagens: 2175
Registrado em: 29 Abr 2010, 23:31
Cidade: SP
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza GLS
Motor: 2.0
Ano: 1994
Combustível:: Etanol
Injeção: EFi

Re: PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Mensagem não lida por dutra s a »

entao seu problema ta ai , folga na tomada da impulsora ,

nao acho boa ideia soldar os terminais da impulsora no hey , acredito que alem da caloria estragar a carcaça do hey a minima corrente do ferro de solda pode danificar ele tambem , ( nao tenho certeza )

agora, quando voce foi colocar a impulsora nova no hey a trava dessa capinha nao tava boa ? nao deixou encaixar ? pois essa trava é justamente pra os terminais femea da impulsora nao se mexerem , se estao descobertos ( sem a capinha ) providencie outra bobina ou alguma forma de proteger esses terminais mesmo bem apertados iram dilatar e se soltar denovo ,

podem encostar entre eles estando no hey , na carcaça do distribuidor tambem onde tem o terra e nisso posso falar que nao ira gostar do que acontece rsrsr

abs estamos ai
CAÇA 94-2013 GLS F-14. 18WR+ ETANOL X 2.0 E.F.I. - DCR

MAGNOSL88
Mensagens: 8
Registrado em: 19 Jun 2018, 21:54
Cidade: São Paulo
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza SL
Motor: 1.8
Ano: 1988
Combustível:: Etanol
Injeção: Carburador

Re: PROVIDÊNCIAS QUE A GENERAL MOTORS DO BRASIL DEVE TOMAR

Mensagem não lida por MAGNOSL88 »

Tucuna48 escreveu:
17 Fev 2018, 16:57
Li e vi diversas postagens neste fórum sobre o PROBLEMÃO, que os proprietários da General Motors do Brasil, colocou na mãos de seus clientes, muito embora já esteja a muito tempo fora de linha, os veículos: Monza, Kadett, Ipanema, etc., com o defeito em todos eles de desligar e ligar novamente, repetir, enfim ficar procurando qual a peça que está com problema. A meu ver uma empresa de renome internacional como é ela, mesmo os veículos estando fora de linha, DEVE sim dar uma solução para que seu nome e e qualidade de seus veículos não sejam jogados na lama. É lamentável o que tem de veículos com o mesmo problema e com certeza a fabricante tem ciência disso e nada faz. Tenho também um Kadett 1994, diga-se de passagem um veículo muito bom, mas que de uns tempo para cá começou a acontecer estes fatos, e não tem doutor que saiba resolver, os mecânicos vão na sorte, troca isto, troca aquilo, se em poucas tentativas conseguir acertar, muito bem as despesas foram poucas, mas caso contrário gasta o valor do carro e corre o risco de não conseguir eliminar o problema. Como disse acima, a fabricante DEVE sim, interessar pelo caso, porque ainda continua fabricando veículos em nosso País.
Newton Luiz Colleti
41-3296-7005
41-9-9957-0454
Meu Monza tinha esse problema era o comutador de partida, ao passar em uma trepidação lombada o carro desligava sozinho deve ser verificado esse comutador , eu percebi porque ao mexer no miolo o carro desligava ,também pode ser aterramento ,alarme mal tirado etc.

Responder