[MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Discussões sobre Legislação, IPVA, Política, etc, relacionados a automóveis.
Avatar do usuário
Dino
Membro Classic (Ní­vel 7)
Mensagens: 841
Registrado em: 11 Set 2008, 17:42
Cidade:
Estado: - SELECIONE --------
Modelo: - SELECIONE --------

[MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por Dino » 22 Nov 2010, 22:59

Imagem

Muitos proprietários gostam de incrementar o carro com preparações esportivas no motor, diferenciações estéticas, e outros acessórios. Outros preferem manter o carro o mais original possível. Os carros com um grau elevado de originalidade podem receber a famosa placa preta, que identifica os carros antigos com mais de 30 anos em perfeito estado de conservação.

O Certificado de Originalidade é concedido a veículos que possuem suas características originais, e se enquadrem na Resolução do CONTRAN nº 56 de 21/05/98 e sejam aprovados nos critérios de avaliação definidos em planilha, que considera itens originais de fábrica, tais como: mecânica, elétrica, tapeçaria, estrutura, acessórios/itens de controle/segurança. O mesmo deve alcançar determinada pontuação em uma avaliação (80 pts), sendo que percentual mínimo para aprovação na vistoria é de 80% para originalidade, e 70% para estado de conservação, avaliação esta que será feita em um clube credenciado pela Federação de Veículos Antigos, e do qual você deverá fazer parte.

Abaixo, disponibilizamos o manual do vistoriador da placa preta, para que os interessados em emplacar seu carro com mais de 30 anos com a placa preta possam usar como referência do que será cobrado na vistoria.

MANUAL DO AVALIADOR

ITENS EXCLUDENTES: Impeditivos para a avaliação – Alguns itens descaracterizam a aparência do veículo e impedem sua avaliação, desclassificando o automóvel para obtenção da placa preta e são os seguintes.

- Qualquer modificação ou alteração da carroceria.
- Pinturas extravagantes ou fora dos padrões da época do veículo.
- Motores de épocas diferentes ou de outras marcas.
- Bancos individuais ou esportivos em carros de bancos inteiriços.
- Rodas inadequadas (tolerar opcionais de fábrica).
- Carros muito originais, porém malcuidados e mal-conservados, pois fogem ao nosso princípio básico de preservação e cuidado.
-Carros ainda em recuperação.
-Ausência de equipamentos obrigatórios, pois a segurança ao rodar. Preservando o seu patrimônio e a integridade de terceiros, deve ser regra básica entre os colecionadores.

1 - MECÂNICA (32 pontos):

Motor: Bloco do motor/coletores (10 pontos): Atribuídos unicamente ao automóvel que estiver com motor original, em perfeito estado, inclusive de apresentação, cor correta, limpeza, etc.

O motor não original pode gerar duas situações distintas:

a) Desclassificar o automóvel, impedindo sua avaliação, se for inadequado, como de épocas e cilindradas diferentes, de outras marcas, etc.
b) Permitir a avaliação, perdendo o total dos pontos correspondentes, recebendo 0 (zero).

Não há pontuação intermediária: ou 10 pontos ou 0 pontos.

Carburador/Filtro de Ar (3 pontos): Cada peça vale 1,5 pontos. Carburador correto e filtro de ar não, ou ao contrário, pontuar com 1,5 ponto.

Distribuidor/Cabos de Velas (3 pontos): Não serão aceitos cabos de velas coloridas, de alta voltagem, tampas de distribuidor transparentes, etc.

Não há pontuação intermediária: ou 3 pontos ou 0 pontos.

Transmissão: Caixa de Câmbio/Diferencial (2 pontos): Só para conjuntos originais. Carros automáticos ou fluid-drive transformados em mecânicos (ou o contrário), caixas over-drive suplementares quando não acessórios de época etc., perdem os 2 pontos.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.


Suspensão: Amortecedores/Elementos Essenciais (2 pontos): devem ser os corretos do carro.

Autos com amortecedores de “bracinho” substituídos por tipo “garrafa”; a ausência de amortecedores; amortecedores a gás ou ar comprimido quando não existiam etc, zero pontos.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.

Rodas (5 pontos): Só originais. Deve ser verificado o estado das mesmas; só aceitar rodas esportivas que fossem opcionais de fábrica na época. Exigir rodas perfeitas e bem pintadas.

Poder haver pontuação intermediária pela aparência e estado de conservação.

Pneumáticos (2 pontos): As medidas têm de ser corretas; o tipo( radial, wide-oval, ou diagonal, etc.) Idem. O estado de segurança deve ser observado.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.

Freios (5 pontos): Só para os sistemas de freio originais. Freios a disco ou hidrovácuos quando não os havia; substituição de travão por sistema hidráulico, etc. zeras pontos.

Não há pontuação intermediária: ou 5 pontos ou 0 pontos.


2-PARTE ELÉTRICA (11 pontos):

Voltagem (4 pontos): Unicamente para voltagem original. Se modificadas, zeras pontos.

Não há pontuação intermediária: ou 4 pontos ou 0 pontos.

Dínamo/alternador (3 pontos): Só para o sistema original. Se substituído o dínamo por alternador ou alternador por outro que não o do carro, independente da voltagem, zerar a pontuação.

Assim, por exemplo, o automóvel que passou de 6 para 12 volts e substituiu o dínamo por alternador, perde 7 pontos (4 do item voltagem e 3 do item alternador), não perdendo mais nenhum ponto por lâmpadas, motor de arranque, bobina, etc.

Não há pontuação intermediária: ou 3 pontos ou 0 pontos

Instalação elétrica (2 pontos): Deverá ser verificado a qualidade e o estado da fiação, sem emendas desnecessárias com fita isolante, etc, sua correta posição na parede de fogo, terminais adequados, etc.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.

Bobina/Magneto (2 pontos): Devem ser idênticas as originais, não sendo aceitas bobinas especiais de alta performance, coloridas, etc.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.

3-PARTE EXTERNA DO VEÍCULO (38 pontos):

Pintura (8 pontos): As cores e o esquema de pintura devem ser os originais da época.

Não serão aceitas cores que definitivamente não se aplicavam ao modelo em exame.

A pintura deve estar em bom estado, sem manchas de retoques ou outras. A cor correta do motor deve ser também avaliada. Quanto mais original e antiga mais será tolerado o desgaste.

Pode haver pontuação intermediária, porém extremamente cuidadosa.

Carroceria (cinco pontos): Perfeição na funilaria, alinhamento de lataria e partes móveis etc. Não aceitar autos grosseiramente lanternados/reformados/restaurados, com partes deformadas, etc.

Pode haver pontuação intermediária.

Cromados, Frisos e Adornos (cinco pontos): Deverão ser observados a qualidade e estado das partes cromadas: não aceitar partes muito enferrujadas, cromados descascando ou mesmo disfarçados com tinta metálica. Ao avaliar este item, verificar também adornos, frisos, espelhos exteriores, etc; se eram adequados ao carro em análise.

Pode haver pontuação intermediária.

Pára-choques (5 pontos): Verificar se são os corretos do carro, bem como suas garras e protetores. O aspecto cromação já foi analisado no item anterior.

Calotas (3 pontos): Verificar também se são as corretas do auto, seu estado, etc. Se não forem corretas, zerar pontuação.

Não há pontuação intermediária: ou 5 pontos ou 0 pontos.

Faróis/Lanternas (5 pontos): Verificar se são originais e em que estado se encontram.

Não há pontuação intermediária: ou 5 pontos ou 0 pontos.

Vidros (2 pontos): Devem estar em bom estado de apresentação e segurança. Não podem estar quebrados, rachados ou muito riscados, principalmente sulcados por limpadores de pára-brisas.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.

Capotas (para conversíveis) (5 pontos): Verificar correção do desenho, armação, cajados, fixação, tipo de tecido ou plástico e estado de conservação. Muito cuidado com debruns coloridos e inadequados.

Pode haver pontuação intermediária, que deve ser muito cuidadosa. Carros não conversíveis recebem os 5 pontos.

4-INTERIOR DO VEÍCULO (19 pontos):
Painel (6 pontos): Parte muito importante. Deve conter, e só, todos os relógios e instrumentos de origem, em bom estado e com boa grafia, bem como o rádio (quando houver) nos lugares corretos. Não devem ser aceitos instrumentos adicionais, nem amplificadores etc., que nestes casos zerará pontuação.


Pode haver pontuação intermediária pelo estado de conservação.

Estofamento (6 pontos): Somente para os originais ou refeitos ou substituídos no desenho e com materiais idênticos aos originais. Tolerar sinais de desgaste quando o estofamento for o original do carro.

Pode haver pontuação intermediária

Volante e Aro de Buzina (onde houver) (3 pontos): Devem ser originais do carro e em bom estado. Não sendo original, zerar pontuação.

Pode haver pontuação intermediária, se o volante e o ar de buzina forem originais, mas estiverem mal cuidados ou deteriorados.

Tapetes (2 pontos): Originais ou iguais ao original.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.

Maçanetas (2 pontos): Originais ou iguais ao original.

Não há pontuação intermediária: ou 2 pontos ou 0 pontos.

Esse manual foi criado por Deolindo Birelli
Presidente do Clube do Opala de São Paulo


Fonte: http://www.motormagazine.com.br/lermais ... aterias=26

Abraço moçada! :smt023
Imagem Imagem

Fotos da carreta: http://www.monzeiros.com/forum/viewtopi ... 33&t=12729 - Atualizadas - Final Pág.2

nicolasrj
Membro SR (Ní­vel 4)
Mensagens: 326
Registrado em: 25 Mar 2010, 17:04
Cidade: Rio de janeiro
Estado: Rio de Janeiro-RJ
Modelo: Monza GLS
Motor: 2.0
Ano: 1996
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: [MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por nicolasrj » 23 Nov 2010, 18:18

[Vou começara a trabalhar com meu monza para adiquirir a placa preta
Atual : Monza GLS 2.0 E.F.I 1995/1996 completo Prata
Ex: Monza SL/E 1.8 Álcool 1985/1985 Vermelho Bonanza.
Ex Monza GLS 2.0 E.F.I 1995/1995 completo Azul Cezanne

Avatar do usuário
Monza SL/E 1988
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
Mensagens: 1662
Registrado em: 14 Abr 2007, 22:09
Cidade: Cwb
Estado: Paraná-PR
Modelo: Monza SL
Motor: 2.0
Ano: 1988
Combustível:: Gasolina
Injeção: Carburador

Re: [MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por Monza SL/E 1988 » 21 Jan 2011, 12:55

Mais 8 aninhos e vou tentar emplacar o grafitão.

Abrass
1-Restauração: viewtopic.php?f=33&t=15157
2-Reforma: viewtopic.php?f=43&t=20456
Reforma GLS : viewtopic.php?f=43&t=1448 (VENDIDO)

Avatar do usuário
luiz sle
Monza-Man (Nível 11)
Mensagens: 9040
Registrado em: 10 Dez 2009, 17:55
Cidade: Cajamar
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza S/R
Motor: 2.0
Ano: 1988
Combustível:: Etanol
Injeção: MPFi

Re: [MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por luiz sle » 21 Jan 2011, 15:03

Não é tão dificil passar não. O meu Monza estava se enquadrando na maioria dos itens, só precisa de restauração da lataria completa e das rodas colmeias!
Monza, a relação do homem e a máquina.


Momento de força (Torque) máximo líquido:
179N.m (17,5 kgf.m) a 3.000rpm!
Carburador de duplo estágio 2E7
Potência máxima líquida (ABNT NBR-5484)
81kW (110 CV) a 5.600 r.p.m.
1998 cc³

Avatar do usuário
evertonjb
Membro GL (Ní­vel 2)
Mensagens: 138
Registrado em: 10 Ago 2010, 11:55
Cidade:
Estado: - SELECIONE --------
Modelo: - SELECIONE --------

Re: [MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por evertonjb » 19 Jul 2014, 19:30

Alguém sabe informar se passa o painel digital e computador de bordo no sl/e 1990, o computador era opcional já o painel poucas concessionárias ofereciam, mas era possível em 1990.

Avatar do usuário
Carlos A. Freire
MODERADOR
Mensagens: 16385
Registrado em: 18 Jan 2007, 11:06
Cidade: SAO PAULO
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza GLS
Motor: 2.0
Ano: 1996
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: [MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por Carlos A. Freire » 19 Jul 2014, 19:51

Em 1990 o Monza não tinha painel digital nem como opcional. Painel digital era disponível como opcional no Monza Classic a partir de 1991.

Se adaptado em modelos que não tem esse item como opcional vai perder pontos e somado a outros poderá não alcançar o mínimo necessário de 80 pontos para placa preta. Apesar que hoje tem clubes colocando Placa Preta até em geladeira, desde que pague. Mas isso logo vai acabar. O Roberto Suga está assumindo a presidência da FBVA (Federação Brasileira de Veículos Antigos) e vai moralizar a Placa Preta.

Abs,

Carlos Freire
Monza GLS 96 - 2.0 EFI gasolina
São Paulo-SP

Avatar do usuário
evertonjb
Membro GL (Ní­vel 2)
Mensagens: 138
Registrado em: 10 Ago 2010, 11:55
Cidade:
Estado: - SELECIONE --------
Modelo: - SELECIONE --------

Re: [MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por evertonjb » 19 Jul 2014, 21:55

Carlos a informação que tenho é que o primeiro modelo a usar o painel digital foi o 500ef em 1989, e um ano depois era possível colocar como opcional por um preço exorbitante.

Avatar do usuário
evertonjb
Membro GL (Ní­vel 2)
Mensagens: 138
Registrado em: 10 Ago 2010, 11:55
Cidade:
Estado: - SELECIONE --------
Modelo: - SELECIONE --------

Re: [MATÉRIA] Placa preta. Descubra aqui como obtê-la.

Mensagem não lida por evertonjb » 19 Jul 2014, 21:58

Mas sei que vai ser motivo de dúvidas na vistoria da placa, mas vou arriscar mesmo perca uma pontuação, q neste caso pode ser de 2 a 3 pontos. Caso falte esses 3 pontos eu coloco o painel de ponteiro e faço nova vistoria.

Responder