PERDA DE UM COMPANHEIRO

Seção dedicada a dicas de segurança e divulgação de sinistros...
Avatar do usuário
Felipe Lichirgu
Membro GL (Ní­vel 2)
Mensagens: 109
Registrado em: 20 Jan 2013, 00:45
Cidade: Curitiba
Estado: Paraná-PR
Modelo: Monza SLE
Motor: 2.0
Ano: 1993
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por Felipe Lichirgu » 01 Jan 2016, 13:19

jorgeAP,


eu tava lendo acontecido aqui e lamento muito pela situação. Mas a minha intenção aqui é te dar algumas instruções de como você vai proceder daqui em diante, com estes sujeitos, pois sou bacharel em Direito, trabalho no Tribunal de justiça do Paraná e acredito, que de certa forma, posso lhe ajudar:

Antes de você tomar qualquer atitude via meios de comunicação (rádio, TV, etc), você vai até o Plantão judiciário do Tribunal de Justiça de MG e pede pra falar com um juíz, ou o assessor do mesmo, e explica a situação pra eles, conta tudo que aconteceu. Advirto que caso não dê certo com o juíz, você pode ir no plantão do Ministério Público, falar com um promotor.

Provavelmente, o juíz de plantão vai mandar um oficial de justiça pra ir junto contigo lá no Detran, de volta. Daí eu quero ver se eles vão "ratiar" em fazer vistoria e liberarem o carro! Eles vão fazer tudo num estalar de dedos!

Me diga uma coisa... quando encontraram o carro, alguém tirou fotos dele? Caso se alguém tirou, verifique o estado que se encontra o veículo e se ver algo fora do normal, questione eles, na frente do oficial de justiça.

Te digo isso, porque essa atitude por parte destes servidores configura crime de improbidade administrativa, de acordo com a Lei nº 8.429/1992, crime de abuso de autoridade, de acordo com a lei nº 4.898/1965, crime de peculato (art. 312 do Código Penal), porque eles estão de certa forma se apropriando de um bem móvel particular que é seu em razão da função que exercem, também estão incorrendo no crime de prevaricação (art. 319 do Código Penal), pelo fato de o agente do Detran deixar de praticar um ato que é de ofício dele, que seria liberar a vistoria do seu carro, pelo fato de ele não ter "ido com sua cara".

Agora assim, depois que você conseguir reaver o Monza. Você pega um advogado, primeiro você vai no departamento disciplinar do Detran, ou do Estado mesmo (o ideal é ser no Detran mesmo), e formaliza uma denúncia em face desse agente do Detran e pegue um comprovante de que você esteve lá. Depois, você e seu advogado vão ingressar com uma Ação de Perdas e Danos c/c Indenização por Danos morais (na Vara de Fazenda Pública do município de Contagem) contra o Estado de Minas Gerais (pois este é uma pessoa jurídica de direito público e pode responder judicialmente), a autarquia do DETRAN, daí se possível a empresa terceirizada que cuide de alguma coisa no pátio lá, se a Prefeitura tiver no meio, também coloca eles na ação... resumindo mete todo mundo no pau! (desculpa o termo rsrsrs)

Advirto que em todas estas situações, deixo o mesmo conselho que o Luiz Carlos (Rio), use um celular que tenha dispositivo de gravação e grave tudo. Daí pensam, ah é ilícito a gente gravar a voz de terceiros sem consentimentos, bla bla bla. No direito, em casos excepcionais é admissível a prova ilícita no processo!

depois que você estiver com o Monzão junto contigo, você pega e vai nas rádios, TV, expõe eles!

Espero ter ajudado.

Abraço.
FelipeLichirgu

Avatar do usuário
DÉCO
Membro 500EF (Ní­vel 9)
Mensagens: 4162
Registrado em: 31 Mai 2010, 21:42
Cidade: Matao
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza SLE
Motor: 1.8
Ano: 1989
Combustível:: Etanol
Injeção: Carburador

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por DÉCO » 01 Jan 2016, 13:33

.
Boa Felipe :smt023 !!
CABEÇOTE LFVT, INSTALADO, BURA 2E , VIDE (Partir da pag, 25 ) AVATAR : NIKOLA TESLA
FOTOS :http://forum.monzeiros.com/viewtopic.php?f=33&t=14369
Nunca esqueça que voce nao é imune aos pecados que condena...

Avatar do usuário
jorgeAP
Membro Classic (Ní­vel 7)
Mensagens: 780
Registrado em: 30 Jun 2013, 04:56
Cidade: Belo Horizonte
Estado: Minas Gerais-MG
Modelo: Monza Classic SE
Motor: 2.0
Ano: 1991
Combustível:: Etanol
Injeção: Carburador

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por jorgeAP » 01 Jan 2016, 23:43

Nossa não achei que teria tanta gente solitária com esse infeliz episódio, OBRIGADO a todos pelos conselhos:
Vamos por parte- No nervosismo do momento em que foi meu último atendimento lá em Contagem, meu cunhado nervoso, coagido por gritarias, e envolvido com o caso comigo, sentei no calçada, até desistir. "Na minha cabeça 2 opções,
-1° pedir e implorei para que meu cunhado fosse embora para não envolve-lo mais, depois entrar na DELEGACIA do detran e partir para provocar outra bagunça lá, ir preso era a consequência natural. Daí e pagar para ver mesmo sem volta. Com o delegado a conversa teria que ser diferente, ou seria esperar para ficar na frente do Juíz, lá teria a chance de expor minha versão e fod@as . Ele teria que concordar com uma prisão por desacato só pela versão do agente Policial. Com os punhos serrados que eu estava lá no guichê não pensaria 2 vezes em partir para isso, mas fui arrastado para fora pelo meu cunhado, que diga de passagem não se calou também.
-2° lá fora tinha outra opção na cabeça, ir embora, mesmo porque meu cunhado não quis me largar lá, e não me humilhar mais por um carro, que comprei sem pedir favor a ninguém, e agora estava sendo obrigado a isso.
2° opção prevaleceu porque tenho uma filha, esposa, e disposição para trabalho. como disse "não sei se disse" rasguei os documentos do carro, e os BOs.
Só que minha esposa, destemida, agora chamo assim, não quer deixar assim, procuração na mão dela, e o resto já sabem...
Vou aguardar até segunda para ver até onde vai isso, minha esposa tem fé que agora vai, quanto ao carro tem que esperar para ver,
Alegar que os possíveis defeitos, peças faltantes, é fruto do roubos/furto, agora é natural deles, pois o carro não foi lacrado, o que não impede eles de lacrarem antes de me entregarem e fazer um check list com data anterior ou até mesmo negarem esse check list,
No dia que minha esposa foi ao pátio, conversou com uma senhora, que estava put@, pois o carro dela estava lá deste dia 12/12, ela acompanhou o embarque do carro e segundo ela estava andando, neste dia eles liberaram o carro dela sem a bateria e estepe. Não sou o único mas , não me alivia em nada saber disso.
Aguardemos amigos.
Monza 91 automático (sem comentários)
MONZA FURTADO NO NATAL 25/12/2015/ Recuperado 04/01/2016

Avatar do usuário
DÉCO
Membro 500EF (Ní­vel 9)
Mensagens: 4162
Registrado em: 31 Mai 2010, 21:42
Cidade: Matao
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza SLE
Motor: 1.8
Ano: 1989
Combustível:: Etanol
Injeção: Carburador

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por DÉCO » 02 Jan 2016, 00:11

.
Nossa não achei que teria tanta gente solitária com esse infeliz episódio, OBRIGADO a todos pelos conselhos
É isso mesmo Jorge, aqui no Monzeiros , me sinto como uma grande familia, a gente c solidariza sim, acredito que todos pensamos "e se fosse eu" ?
Em um dos piores momentos que ja passei na minha vida, muitos amigos daqui me ajudaram muito e fizeram TODA diferença !

Seu cunhado deve ser gente muito boa, sao poucas pessoas que encarariam e ficariam do seu lado nesta situaçao !


Vai dar tudo certo, tenha fé nisso !

Torço por voce :smt023

abraço
CABEÇOTE LFVT, INSTALADO, BURA 2E , VIDE (Partir da pag, 25 ) AVATAR : NIKOLA TESLA
FOTOS :http://forum.monzeiros.com/viewtopic.php?f=33&t=14369
Nunca esqueça que voce nao é imune aos pecados que condena...

Avatar do usuário
jorgeAP
Membro Classic (Ní­vel 7)
Mensagens: 780
Registrado em: 30 Jun 2013, 04:56
Cidade: Belo Horizonte
Estado: Minas Gerais-MG
Modelo: Monza Classic SE
Motor: 2.0
Ano: 1991
Combustível:: Etanol
Injeção: Carburador

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por jorgeAP » 02 Jan 2016, 00:23

ESCREVI SOLITÁRIA. É soliDária. Solitária é outra coisa que dá no intestino das pessoas né....
Déco meu cunhado, que foi comigo lá, ele não foi lá só para me levar de motorista não..
Tenho outro cunhado, irmão dele, que não pôde ir por está trabalhando no dia, mas se ele fosse lá comigo, sei não!!! Teriamos ficado presos os dois. Minha esposa tem uma família unida.
A irmã de minha esposa foi lá com ela no dia do pátio, e foi ela que sugeriu ir também na delegacia visitar o vistoriador.
Estou em maus lençois, por mim estava tudo acabado.
Monza 91 automático (sem comentários)
MONZA FURTADO NO NATAL 25/12/2015/ Recuperado 04/01/2016

Avatar do usuário
DÉCO
Membro 500EF (Ní­vel 9)
Mensagens: 4162
Registrado em: 31 Mai 2010, 21:42
Cidade: Matao
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza SLE
Motor: 1.8
Ano: 1989
Combustível:: Etanol
Injeção: Carburador

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por DÉCO » 02 Jan 2016, 00:34

.
Nao perca a fé nao amigao, força ai :smt023

Torcida pra dar tudo certo é o que nao falta !!
CABEÇOTE LFVT, INSTALADO, BURA 2E , VIDE (Partir da pag, 25 ) AVATAR : NIKOLA TESLA
FOTOS :http://forum.monzeiros.com/viewtopic.php?f=33&t=14369
Nunca esqueça que voce nao é imune aos pecados que condena...

Avatar do usuário
Luiz Carlos (Rio)
Membro 500EF (Ní­vel 9)
Mensagens: 3376
Registrado em: 15 Dez 2006, 11:22
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: Rio de Janeiro-RJ
Modelo: Monza GLS
Motor: 2.0
Ano: 1994
Combustível:: Gasolina
Injeção: EFi

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por Luiz Carlos (Rio) » 02 Jan 2016, 09:39

Toda vez que ouço a palavra detran sinto um certo desconforto mental e até físico.

Para mim essa sigla significa sempre problemas, e nunca solução.

Minha filha uma vez foi a um shopping resolver um probleminha rápido e, ao invés de entrar no estacionamento, perder um tempão e ainda pagar um absurdo, deixou o carro do lado de fora, numa rua nos fundos do tal estabelecimento, junto com outras dezenas de carros.
Qdo ela saiu do shopping não viu o carro, achou que tinham roubado.
Só descobriu que tinha sido rebocado (guinchado) porque alguém que havia visto os abutres contou a ela.
Isso foi numa sexta feira depois do almoço. O carro foi meu Fiat Uno Mille.
Peguei o Monza com ela, e acho que esse Monza nunca atingiu uma velocidade tão alta qto naquele dia. Devo ter dado 120 Km/h na estrada do Galeão, onde a máxima é 80. Para ver como eu estava p da vida.
Cheguei ao centro da cidade, onde fica a administração do detran, e já estava fechando. Isso além de eu não conseguir lugar para estacionar.
Resultado: Tive de repetir tudo na segunda, e por sorte o carro estava em um depósito em Bonsucesso (agora levam para depósitos fora da cidade).
Qdo finalmente consegui desembaraçar o carro, qdo minha filha ia saindo com ele, notou que estava com o freio de mão inoperante.
Eles haviam afrouxado o cabo para poder rebocar o carro. Qdo olhei por baixo do carro, notei marcas no assoalho, causadas por lanças de empilhadeira. Eles usam empilhadeiras para tirar o carro do caminhão, aqueles f#p! Ralam tudo por baixo, e podem até quebrar alguma tubulação ou mangueira que passe por lá.
Criei caso, e os f#p regularam (como o c# da mãe deles, mas regularam) o freio de mão.

Então, aquele órgão me lembra os órgãos de repressão da ditadura. Entrou lá é para apanhar, e ficar feliz se sair vivo.
Claro que o apanhar e o vivo são em sentido figurado, mas só quem já sofreu humilhação em público sabe como essas duas coisas, mesmo em sentido figurado, doem.

Qdo vejo reportagens na TV mostrando pessoas que quebraram um posto de saúde ou do INSS me coloco no lugar delas, e imagino como devem ter sofrido até explodir.

Abs
Luiz Carlos
Monza GLS 2.0 -1994 EFI 2 portas - gasolina - prata argenta
Rio de Janeiro - RJ

Avatar do usuário
jorgeAP
Membro Classic (Ní­vel 7)
Mensagens: 780
Registrado em: 30 Jun 2013, 04:56
Cidade: Belo Horizonte
Estado: Minas Gerais-MG
Modelo: Monza Classic SE
Motor: 2.0
Ano: 1991
Combustível:: Etanol
Injeção: Carburador

Re: PERDA DE UM COMPANHEIRO

Mensagem não lida por jorgeAP » 04 Jan 2016, 21:24

Olá pessoal! Amigos que se consternaram com minha situação Minha novela acabou. Pelo menos o segundo capitulo.
Vamos a atualização:
Minha esposa teve lá no DETRAN de Contagem, novamente para aguardar o vistoriador, foi só a tarde por como é só um maldito que faz a vistoria, ele percorre os pátios pela manhã e vai ao DETRAN somente as 14:00 com as vistorias.
Bem vamos lá, chegou em casa com o MONZA no reboque, sem condições iniciais de andas pelas próprias rodas.
Situação parcialmente avaliada por min foi a seguinte:
Resultados: - Falta bateria, não era nova mas de boa qualidade.
- Falta do rádio/Dvd, arrancado do painel sem critério nenhum, os fios foram arrebentados.
- Falta da tela do DVD do teto, também com os fios cortados.
- Forração do bagagito atrás do encosto do banco traseiro estourada, provavelmente para chegar no porta malas. Serviço do pessoal do pátio, porque quem roubou o carro trocou o pneu e teve que abrir o porta malas, por de trás do banco não se tira o pneu estepe. No pátio tiraram a bateria daí não conseguiram abrir o porta malas com o botão, BURROS.
- Fechadura do porta malas estourada, provavelmente o pessoal do pátio por não ter conhecimento do botão elétrico ou ter tirado a bateria primeiro, dai estouraram a fechadura, não conseguindo, tentaram pelo bagagito, que é protegido por um chapa de metal fechada, daí arrancaram o encosto do banco e estouraram a divisória. Mas o pneu não teriam trocado por não passar pelo banco.
- Nítidas marcas de PÉ no painel lado do passageiro.
- Pequenos arranhões no capô e tampa da mala.
- Por fim, o mais grave, nas minhas conclusões, quem roubou deu rolé, cavalos de pau, acabaram com meio tanque de combustível. E QUEBRARAM 2 (DUAS) RODAS, RASGARAM UM PNEU, E AS OUTRAS RODA ESTÃO MARCADAS DE MEIO FIO, (em algumas regiões se chama guia da calçada) PNEUS QUE RESTARAM TODOS COM MARCAS.
- Confesso que fiquei desanimado, pois qualquer arranhãozinho nele me chateava, agora com rodas quebradas pneus rasgado...
Devem devem ter judiado dele. Afinal são 17 anos juntos, bem cuidado, como confia agora, principalmente na caixa de marchas....
Lamentável. Vamos ver se consigo abrir a mala amanhã, e ver o que decido fazer, de agora para frente é outro capítulo.

-
Monza 91 automático (sem comentários)
MONZA FURTADO NO NATAL 25/12/2015/ Recuperado 04/01/2016

Responder