MONZEIROS.COM - Tudo sobre o Chevrolet Monza!
Home   |    Ver minhas mensagens   |   Painel de Controle do Usuário   |   Entrar

COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Tem alguma dica sobre manutenção? Divulgue! Leia e mantenha seu Monza em dia!

COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor waldir » 27 Ago 2011, 07:30

COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE
Utilizando um multímetro na escala amperes ou miliamperes.
Esse aparelho é capaz de medir o valor exato de energia que esta sendo consumida da bateria. Desconecte o cabo negativo da bateria, a ponta de teste negativa do multímetro coloca no pólo negativo da bateria, a ponta de teste positiva coloca no cabo da bateria que foi desconectado do pólo negativo.
Os valores encontrados deve estar dentro dos valores fornecido pelo fabricante. Ex:

Capacidade da bateria em Amp. Corrente de fuga Máxima em Amperes
até 45 Ah 0,020 Ah
de 50 até 40 Ah 0,040 Ah
de 75 até 90 Ah 0,070 Ah
de 100 até 200 Ah 0,280 Ah

Obs. O uso de lâmpadas de teste não é aconselhado, pois a lâmpada só acende depois que a corrente ultrapassa a 1Ah.
E o teste se torna falho.

TESTE DO SISTEMA
Como testar o sistema elétrico do veiculo? O excesso de acessórios elétricos não originais no veículo prejudica o seu equilíbrio sistema elétrico. Neste caso o alternador fica com capacidade insuficiente para repor a carga perdida, podendo descarregar a bateria.
Para testar o equilíbrio elétrico do veículo:
Verifique a polaridade do alicate amperímetro para evitar erros de interpretação na análise; Com o alicate amperímetro do equipamento de análise do sistema elétrico “abrace” todos os cabos que saem do pólo positivo da bateria e dê a partida no veículo.

Se não for possível “abraçar” todos cabos que saem do pólo positivo da bateria, conecte o alicate amperímetro nos cabos que saem do pólo negativo;
Com o veículo na marcha lenta (valor especificado p/ cada veículo) e todos os consumidores elétricos desligados observe se a corrente que flui para a bateria é igual a zero (0) ou positiva (+); Depois, repita o teste com o veículo na marcha lenta e todos os consumidores elétricos ligados, menos pisca-pisca e o alerta, e observe se a corrente que flui para a bateria é igual a zero (0) ou positiva (+);

Caso a leitura seja negativa, significa que o alternador não está conseguindo suprir todos os consumidores elétricos nesta condição. Isto pode ocorrer porque a marcha lenta está muito baixa ou porque existem muitos consumidores elétricos instalados; Regule a marcha lenta do motor, conforme a especificação do fabricante. Caso o problema não desapareça, retire o excesso de consumidores elétricos ou troque o alternador por um de maior capacidade.
Como testar o MOTOR DE PARTIDA? O motor de partida é o componente elétrico responsável por girar o volante do motor do veículo numa rotação mínima pré-estabelecida que garanta a explosão do motor principal.

Para testar o motor de partida:

Instale o equipamento de análise de sistema elétrico no veículo, que possua um alicate amperímetro, e faça o ajuste de zero na escala de corrente verificando a corrente de partida. Caso esteja fora de especificação procure por buchas ou rolamentos gastos, mau contato na fiação ou na malha terra. Verifique também se a potência do motor de partida está de acordo com a especificada para o veículo. Verifique se as escovas ou rolamentos não estão desgastados. Corrija o problema antes de prosseguir os testes.
Como testar o REGULADOR DE TENSÃO?O regulador de tensão é um circuito eletrônico acoplado na carcaça do alternador responsável por garantir que a tensão do sistema elétrico do veículo fique dentro dos valores pré - estabelecidos.

Teste o regulador de tensão:

Com o motor ligado na marcha lenta, aguarde até que a corrente de recarga na bateria esteja abaixo de 5A;
A tensão deve ser medida primeiramente com os consumidores elétricos desligados e com o motor em marcha lenta, e posteriormente com os consumidores elétricos ligados e com o motor aproximadamente a 1500 rpm conforme tabela abaixo;
A tensão deve ficar entre 13,5V e 14,5V (para veículos 12 Volts);
Caso o valor obtido esteja fora desta faixa, verifique:

Ajuste de marcha lenta,
Correias frouxas,
Regulador de tensão com problema.
Corrente de recarga = Ampères
Marcha Lenta.
Qual deve ser a temperatura da bateria durante o processo de recarga? A temperatura da bateria durante o processo de recarga não deverá ultrapassar 50º C

http://www.clinicarms.com/dicas-tecnica ... e-corrente
MONZA - GLS 95 2.0 EFI - Alcool - Vermelho Goya
Imagem
Avatar do usuário
waldir
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 2952
Registrado em: 18 Mai 2008, 09:19
Estado: SP - São Paulo
Cidade: Campinas
Monza: Sedan Hi-Tech 2.0
Ano/Modelo: 1995/1995
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor jesuino b ferreira » 27 Ago 2011, 08:27

muito bem explicado.gostei :smt023
Avatar do usuário
jesuino b ferreira
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 2355
Registrado em: 09 Ago 2011, 22:29
Estado: GO - Goiás
Cidade: goiania
Monza: Sedan SL/E 2.0
Ano/Modelo: 1986/1987
Sist. Alimentação: Carburador 2E
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor ronaldo theodoro » 27 Ago 2011, 13:39

Muito bom :smt023 :smt023 :smt023
Abs
Editado pela última vez por ronaldo theodoro em 27 Ago 2011, 23:11, em um total de 1 vez.
gasol.completo/Le jetronic+EZK MPFI
capô/porta malas ctrl remoto DVD camera ré [/size]
Avatar do usuário
ronaldo theodoro
Membro Classic (Ní­vel 7)
 
Mensagens: 908
Registrado em: 01 Mai 2009, 23:39
Estado: PR - Paraná
Cidade: Mandaguari
Monza: Sedan GLS 2.0
Ano/Modelo: 1993/1994
Sist. Alimentação: MPFI
Combustível: Gasolina

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor bartkoguerra » 27 Ago 2011, 18:30

ok! muito legal o teste !!! :smt024
"Pra que ter um carro do ano,
Se eu tenho um carro do século"
Monza não e um carro e uma lenda!
Avatar do usuário
bartkoguerra
Membro GL (Ní­vel 2)
 
Mensagens: 144
Registrado em: 28 Out 2008, 20:39
Estado: RJ - Rio de Janeiro
Cidade: Itaperuna - RJ
Monza: Sedan SL/E 2.0
Ano/Modelo: 1990/1990
Sist. Alimentação: Carburador 2E
Combustível: Gasolina e GNV

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor régis santos » 27 Ago 2011, 20:20

muito bom mesmo , gostei muito ,muito bem explicado, parabéns waldir.... :smt023 :smt023 :smt023
Avatar do usuário
régis santos
Membro SL (Ní­vel 1)
 
Mensagens: 57
Registrado em: 09 Jun 2011, 21:32
Estado: RJ - Rio de Janeiro
Cidade: Rio de janeiro
Monza: Sedan GL 2.0
Ano/Modelo: 1993/1994
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Gasolina e GNV

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor danilo-sn » 27 Ago 2011, 22:51

muito bom, mas nao tenho multimetro com alicate...

abs.
veja fotos do meu EX-MONZA atualizados>>>CLIQUE AQUI<<<
veja fotos da minha Titan>>>CLIQUE AQUI<<<
*VENDIDO*
CG TITAN 150ES cinza metalica 2º dono com 37.mil K original
Avatar do usuário
danilo-sn
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 1281
Registrado em: 20 Mar 2009, 19:01
Estado: SP - São Paulo
Cidade: Sumaré
Monza: Não tenho Monza! :(
Ano/Modelo: Não tenho Monza! :(
Sist. Alimentação: MPFI
Combustível: Gasolina

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor jcseujcs » 28 Ago 2011, 00:03

Muito legal! Parabéns!

Abraços

Julio Cesar da Silva
MONZEIROS.COM CRISTO

Ex-SL/e 92 2.0 alcool Completo
Album de Fotos: picasaweb.google.com/118269738781584223230/Monza?authkey=Gv1sRgCP3jzb2Y0Ju88AE

Atual XR3 89 1.6 cht alcool
viewtopic.php?f=23&t=25245
Avatar do usuário
jcseujcs
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 2006
Registrado em: 15 Ago 2008, 20:38
Estado: PR - Paraná
Cidade: Assis Chateaubriand
Monza: Sedan SL/E 2.0
Ano/Modelo: 1992/1992
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor Carlos A. Freire » 28 Ago 2011, 08:29

danilo-sn escreveu:muito bom, mas nao tenho multimetro com alicate...

abs.



Não precisa de multi teste com alicate amperímetro. Um multi teste comum, que meça acima de 1A já dá para fazer esse teste. Em geral a maioria dos multi testes tem escala de 100 e 200ma, 10A e 20A. Outros não tem escala que medem amperes.

Abs,

Carlos Freire
Monza GLS 96 - 2.0 EFI gasolina
São Paulo-SP
Avatar do usuário
Carlos A. Freire
MODERADOR
 
Mensagens: 12829
Registrado em: 18 Jan 2007, 10:06
Estado: SP - São Paulo
Cidade: São Paulo
Monza: Sedan GLS 2.0
Ano/Modelo: 1996/1996
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Gasolina

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor waldir » 28 Ago 2011, 08:35

danilo-sn escreveu:muito bom, mas nao tenho multimetro com alicate... abs.


Danilo,
pense bem antes de comprar um multímetro/amperímetro com alicate... é algo que vai ficar encostado.

A primeira parte da matéria ensina obter o mesmo resultado com um multímetro comum e baratinho, que se aplica em várias oportunidades no monza.

Abs
waldir
MONZA - GLS 95 2.0 EFI - Alcool - Vermelho Goya
Imagem
Avatar do usuário
waldir
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 2952
Registrado em: 18 Mai 2008, 09:19
Estado: SP - São Paulo
Cidade: Campinas
Monza: Sedan Hi-Tech 2.0
Ano/Modelo: 1995/1995
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor Rafaelo » 22 Nov 2011, 11:35

é... amperimetros por indução alicate nao medem baixa corrente como o teste pede. acho que o minimo desses alicates sao 100A

e detalhe a maioria de multimetro/amperimetro indução so mede corrente de tensao AC, nao serve pra DC. tem que ser multimetro de ate 10A de corrente DC que encontra em qualquer camelo
Monza Hatch Custom - Preto Liszt - ECU MegaSquirt MSII V3.0 - Motor N20XF FlexPower 2.0 2012 0.km - ABS 8.0 - Freios 5F 288/286mm - Sistema Escapamento Inox 304 - Customização desde 2005~Presente
Rafaelo
MODERADOR
 
Mensagens: 8328
Registrado em: 13 Jan 2007, 09:32
Estado: RS - Rio Grande do Sul
Cidade: Digital 0-1
Monza: Hatch SL/E 2.0
Ano/Modelo: 1982/1982
Sist. Alimentação: MPFI
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor Paulinha » 22 Nov 2011, 16:33

Ótimas dicas! Sabendo utilizar os equipamentos de forma correta se pode fazer muita coisa.
Sorte a todos! :wink:
Monzeiros, aprecie sem moderação, use com sabedoria!
Avatar do usuário
Paulinha
Membro Class (Ní­vel 5)
 
Mensagens: 429
Registrado em: 10 Fev 2011, 16:48
Estado: CE - Ceará
Cidade: Fortaleza
Monza: Sedan GL 2.0
Ano/Modelo: 1995/1995
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Gasolina

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor Luiz Carlos (Rio) » 22 Nov 2011, 18:40

Multitestes tipo 'clamp' que medem amperagem DC são dificeis de achar e caríssimos.
Só compensa ter um desses se for uma loja de baterias ou oficina de elétrica.
Mas uma coisa é certa: é muito mais prático e seguro medir carga de alternador, etc, com um desses, ao invés de soltar cabos aqui e ali, arriscando a provocar um curto. :smt023
Existem aparelhos bem sensíveis, usados inclusive para teste de fontes de força, dessas que se usa muito em informática.

http://www.powerstream.com/DC-clamp.htm

Abraços
Luiz Carlos
Monza GLS 94 EFI 2 portas - gasolina - prata argenta
Rio de Janeiro - RJ
Avatar do usuário
Luiz Carlos (Rio)
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 2448
Registrado em: 15 Dez 2006, 10:22
Estado: RJ - Rio de Janeiro
Cidade: Rio de Janeiro
Monza: Sedan GLS 2.0
Ano/Modelo: 1994/1994
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Gasolina

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor waldir » 07 Mar 2014, 17:36

Amigos,

Na minha verificação quinzenal, eu meço a voltagem da bateria; se o alternador está carregando e limitado ao máximo de 14,3V; se a bateria está segurando carga, isto é, 12,6V (100% carregada); faço o teste de condutividade do liquido de arrefecimento e verifico o nivel no reservatório de expansão; verifico o nível do óleo do carter; nível do fluido de freio; nível do reservatório de partida a frio; se não há vazamentos visíveis; se os conectores do distribuidor e velas estão firmes e encaixados etc

E nesta verificação foi percebido uma perda de carga da bateria de 50%, isto é de 12.6 para 12,35V

E o teste de fuga medindo com o amperímetro entre o polo negativo da bateria e o conector estava acusando uma diferença de 0,14A isto é 140 miliamperes/h o que é excessivo e o dobro do valor normal para minha bateria que é de 0,070A (bateria de 65A)

Para tentar achar o consumidor fui tirando fusível por fusível da linha J e olhando no digital do multímetro, até que ao tirar o K1 o multímetro acusou queda para 0,070A. Chequei o interruptor do porta malas e ele não estava desligando a lanterna interna. Sorte por um lado que eu havia trocado a lâmpada torpedo por vários leds e a fuga ficou baixa em 0,07miliamperes... e por outro lado foi KHDA minha que "colei' fio errado no interruptor.

A historia do evento foi só para exemplificar como pode ser procurada a seção onde está ocorrendo a fuga com esta ferramenta-multímetro e sistema de busca.

Imagem


Garrinhas com fio de 300mm cada + 1000mm do multímetro (1.300mm) é possível fazer o multímetro chegar no para brisas, dispensando o trabalho de leitura de uma segunda pessoa, ou seja, dá para fazer a busca sozinho.

A drenagem de 0,0751A (arredondada para 0,08 pelo multímetro) corresponde ao alarme Positron antigo de 19 anos e modulos, mais radio (relógio interno)

Imagem


Grau de dificuldade: cabeça fria e paciência e sorte, por que eu poderia ter começado a verificar os fusíveis da direita para a esquerda, isto é, do N para o J na cx de fusíveis.

Editando: Um detalhe que esqueci de mencionar: Mexer com os fusíveis de porta fechada é muito desconfortável. E ao abrir a porta ascende a luz do salão e a do capuz do motor e logicamente as lâmpadas alteram o consumo e consequentemente a amperagem. Há o recurso de apertar o interruptor, mas leva uns 3 ou quatro segundos para estabilizar e fazer a leitura no multímetro/amperímetro.
Optei por soltar o interruptor da porta para não acender as luzes e fazer a leitura direta e mais rápida.

A drenagem de 0,34A é relativo a 0,08A dos modulos + 0,26A do conjunto de lâmpadas/leds do salão e os leds do capuz do motor = 0,34A

Comparativamente: 1 lampada torpedo do salão + 1 lâmpada torpedo do capuz demandariam 0,56A x2 = 1,12 A (led = 0,26A)

Imagem


A drenagem de 0,58A é relativo aos 0,34A anterior + painel aceso (com leds) + faroletes com leds + lâmpadas da placa + lâmpadas leds do freio 4 conjuntos com 1/3 aceso(polo 1 do freio permanente)

Comparativamente: iluminação do painel 6 lâmpadas pinguinho de 1,2W = 0,08A x 6 = 0,48A
faroletes lâmpada pingão 5W x 2 = 0,80A +
2 lâmpadas = 0,80A de placa pingão
4 lampadas 5 w freio 1 polo permanente = 1,60A
Total lâmpadas incandescentes = 3,68A
Total lâmpadas leds = 0,24A


Com isso pode-se ter a ideia do gasto mínimo proporcionado pelos leds.

Imagem


Nessa brincadeira comparamos 4,80A consumidos com lâmpadas incandescentes contra 0,50A com os leds



Abs

waldir
MONZA - GLS 95 2.0 EFI - Alcool - Vermelho Goya
Imagem
Avatar do usuário
waldir
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 2952
Registrado em: 18 Mai 2008, 09:19
Estado: SP - São Paulo
Cidade: Campinas
Monza: Sedan Hi-Tech 2.0
Ano/Modelo: 1995/1995
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor rafamts » 12 Mar 2014, 17:21

Pergunta boba: alternador carregando muito pode ocasionar fuga de centelha em cabos de vela e bobina? Meu monza sempre carregou 14,2v, mas agora começou a marcar 14,5v, 14,6v, fica oscilando muito! Estou desconfiando do bendito regulador que já tem mais de um ano (Gauss). Sem contar que o carro tá oscilando que é uma beleza!
www.monzeiros.com. O inimigo número 1 do meu mecânico!
Avatar do usuário
rafamts
Membro Classic (Ní­vel 7)
 
Mensagens: 1092
Registrado em: 04 Abr 2007, 17:41
Estado: RJ - Rio de Janeiro
Cidade: São Gonçalo
Monza: Sedan GL 2.0
Ano/Modelo: 1994/1994
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Gasolina

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor vrsilva » 12 Mar 2014, 18:06

rafamts escreveu:Pergunta boba: alternador carregando muito pode ocasionar fuga de centelha em cabos de vela e bobina? Meu monza sempre carregou 14,2v, mas agora começou a marcar 14,5v, 14,6v, fica oscilando muito! Estou desconfiando do bendito regulador que já tem mais de um ano (Gauss). Sem contar que o carro tá oscilando que é uma beleza!


Curiosidade também em saber...
Vinícius Ribeiro - Mecatronico.
EX - Monza GLS 93/94 2.0 E.F.I Alcool verde vivaldi.
Monza GLS 94/95 2.0 E.F.I Alcool Cinza Bartok 116cv.
Avatar do usuário
vrsilva
Membro 500EF (Ní­vel 9)
 
Mensagens: 5663
Registrado em: 12 Dez 2010, 10:47
Estado: SP - São Paulo
Cidade: Sorocaba
Monza: Sedan GLS 2.0
Ano/Modelo: 1994/1995
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor waldir » 12 Mar 2014, 19:12

rafamts escreveu:Pergunta boba: alternador carregando muito pode ocasionar fuga de centelha em cabos de vela e bobina? Meu monza sempre carregou 14,2v, mas agora começou a marcar 14,5v, 14,6v, fica oscilando muito! Estou desconfiando do bendito regulador que já tem mais de um ano (Gauss). Sem contar que o carro tá oscilando que é uma beleza!


Rafael e Vinicius

A resposta é não. Lembrando que o secundário da bobina de ignição excitado pela bobina do primário qué é excitada pela bobina impulsora e modulada pelo módulo Hei vai gerar aproximadamente 28 a 35 KV embora com 8 a 15 KV faz bem o serviço com abertura de 0,8mm nas velas , o desgaste que eleva o gap para mais de 1,0 vai demandar 30 KV aprox gerando aquecimento na bobina de ignição como um todo e num dado momento 'torra'.

O vazamento se dá devido isolação insuficiente,isto é, isolação baixa, alta resistência das velas devido carbonização excessiva, encharcada de óleo, isolador da vela trincado, rotor do distribuidor (cachimbo) trincado, tampa do distribuidor com oxidação(zinabre) nos bornes de distribuição, grafite central gasto.

O regulador de tensão 'abrindo' vai danificando o Hei e outros componentes mais sensíveis. Vale trocar rapidinho que é mais barato (30 a 40 reais) sem juntar com Hei e outros.

Abs
MONZA - GLS 95 2.0 EFI - Alcool - Vermelho Goya
Imagem
Avatar do usuário
waldir
Membro Classic SE (Ní­vel 8)
 
Mensagens: 2952
Registrado em: 18 Mai 2008, 09:19
Estado: SP - São Paulo
Cidade: Campinas
Monza: Sedan Hi-Tech 2.0
Ano/Modelo: 1995/1995
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Álcool/Etanol

Re: COMO MEDIR A FUGA DE CORRENTE

Mensagempor rafamts » 12 Mar 2014, 20:06

Waldir, obrigado por sanar a dúvida. Tenho um regulador novinho aqui em casa da marca Bosch. Amanhã vou trocar. Hoje, fazendo uso do multímetro para verificar a tensão da bateria com carro ligado, observei muita oscilação nas tensões. Dava picos de 14,60v e caía para 8,0v; depois passava para 14,5v, enfim, ficava oscilando a todo instante. Da outra vez que tive problema com regulador a tensão não ficava oscilando, apenas marcava muito baixa ou muito alta.
www.monzeiros.com. O inimigo número 1 do meu mecânico!
Avatar do usuário
rafamts
Membro Classic (Ní­vel 7)
 
Mensagens: 1092
Registrado em: 04 Abr 2007, 17:41
Estado: RJ - Rio de Janeiro
Cidade: São Gonçalo
Monza: Sedan GL 2.0
Ano/Modelo: 1994/1994
Sist. Alimentação: EFI
Combustível: Gasolina


Voltar para Dicas de manutenção

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante