Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Assuntos específicos relacionados à lataria e pintura.
Avatar do usuário
Rafaelo
MODERADOR
Mensagens: 10162
Registrado em: 13 Jan 2007, 10:32
Cidade: serra gaúcha
Estado: Rio Grande do Sul-RS
Modelo: Monza Hatch
Motor: 2.0
Ano: 1982
Combustível:: Etanol
Injeção: MPFi

Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por Rafaelo » 16 Jun 2015, 12:57

pessoal, como estou fazendo alguns reparos, troca de material velho e vencido que o meu monza tinha 82 e colocando material moderno(poliester/pu), aproveito pra filmar e mandar pra voces como fazer uma solda de alto nivel com qualidade e segurança.

eu removi todo o material velho do monza 82 tinta/selante e notei alguns podre escondido debaixo do material velho, e algumas casca de pobre que ficam escondidas. carro velho como o monza sempre tem isso, por mais bunitinho que no olhar de um leigo seja, nao é assim que as coisas funcionam :smt023 debaixo disso esconde muita armadilha. eu ate tenho outros videos que nao subi mostrando isso. tem muita gente ae andando com podre escondido(pobre iniciais que nao vazaram)

em fim, voltando, eu reparei a estampa da caixa de roda nesse caso, utilizo um solda de alta precisão e qualidade TIG pulsada digital, essa maquina tem tudo oque uma TIG precisa ter, ela é DC ate 200A e começa em apenas 5A com controle de pulso, ou seja solda chapas extremamente finas como 0,5mm. o video do funciona pra quem tem uma TIG pulse não importando o modelo.

esses dias aqui no sul estao bem frio, nesse tarde seg que filmei tava 13° dentro da oficina e 8° na rua em plena tarde, esse tipo de clima é complicado trabalhar com estamparia devido o frio. porem tem que ser feito, não se pode parar de trabalhar so pelo clima. eu tive que usar mascara na filmagem devido os gases da tinta que aqueceu, oque é normal em reparo de estamparia com tinta aplicada. e deve ser usado no momento da soldagem devido os fumos da solda, apesar que a TIG quase nao faz fumos, mas é bom usar.

em questao do reparo na estampa foi utilizado aço 1020 1,5mm, mesmo material da confecção da estamparia dos carros, porem nesse caso é 1.0mm ou em alguns caso 0.8mm, se voces notarem eu limpei todo o podre arrombando com uma broca escalonada, assim se pode fazer um enxerto redondo facilitando o corte, depois que é feito os ponto se faz o cordao, depois se rebaixa o cordao com a tocha, e depois se rebaixa tudo com o flap disk.



algumas imagens ja com a massa poliéster aplicada e lixada. so a espera do preto vinilico e primer pra dar o acabamento, como falei no video, era pra ter esperado secar mais a tinta, mas eu estou com presa e ja estou cansado do monza, afinal sao 10 anos mexendo nele e ainda falta um pouco pra terminar e deixar ele todo novo de fato. me consomem muitas horas de trabalho na qual poderia estar dando seguimento alguns projetos inéditos no país que eu tenho na área automotiva. fora o meu trabalho...

Imagem

Imagem

nunca usem qualquer outra tecnica a nao ser MIG/TIG/Solda fria, qualquer outro tipo é gambiarra, trabalho sujo, etc. solda acetileno é um crime fazer isso, solda MMA é quase impossivel e tao sujo quando acetileno. não deixem ser enganados por Boquetas Neanderthal lascadores de pedra, quem comete esses tipos de erros não tem ideia do mal que faz pra qualidade do trabalho. eu coloquei pra voces oque tem de melhor no processo de recuperação de uma estampa :wink: o mesmo poderia ser com a MIG porem cada reparo se usa um tipo de soldagem. a TIG é um processo difícil porem muito limpo. a MIG é mais pratica e mais acessivel em algumas partes, ambas seriam ideais pra se ter no trabalho...

REGULANDO A MAQUINA SOLDA TIG PULSADA.

Configuração de ponto de solda S/adição
corrente de base = 15A
corrente de pico = 40A
frequencia = 2Hz
Dutycicle = 30%
pre gas = 0.5 seg
pos gas = 2 seg
rampa de subida = 0.5 seg
rampa de descida = 0 seg

Configuração pra cordão de solda C/adição
corrente de base = 25A
corrente de pico = 55A
frequencia = 2Hz
Dutycicle = 30%
pre gas = 0.5 seg
pos gas = 2 seg
rampa de subida = 0.5 seg
rampa de descida = 0 seg

Configuração pra acabamento do cordão de solda S/adição
corrente de base = 25A
corrente de pico = 70A
frequencia = 2Hz
Dutycicle = 30%
pre gas = 0.5 seg
pos gas = 2 seg
rampa de subida = 0.5 seg
rampa de descida = 0 seg


-----------------------

TÓPICO RELACIONADO A SOLDAGEM DE ESTAMPARIA, TODOS ESTÃO CONVIDADOS A PARTICIPAR.
Monza Hatch Custom - Preto Liszt - ECU PROecu v2.0 N20XF - Motor N20XF FlexPower 2.0 2012 0.km Legalizado - ABS 8.0 - Freios 5F 288/286mm - Sistema Escapamento Inox 304 - Customização desde 2005~Presente

Meglio vivere un giorno da leone che cento anni da pecora!

Avatar do usuário
jcviol
Membro GL (Ní­vel 2)
Mensagens: 176
Registrado em: 23 Abr 2010, 13:49
Cidade:
Estado: - SELECIONE --------
Modelo: - SELECIONE --------

Re: Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por jcviol » 16 Jun 2015, 13:15

o vídeo não abre, pede login pra poder ver

Avatar do usuário
Rafaelo
MODERADOR
Mensagens: 10162
Registrado em: 13 Jan 2007, 10:32
Cidade: serra gaúcha
Estado: Rio Grande do Sul-RS
Modelo: Monza Hatch
Motor: 2.0
Ano: 1982
Combustível:: Etanol
Injeção: MPFi

Re: Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por Rafaelo » 16 Jun 2015, 18:27

não tinha terminado de upar, agora liberou.
Monza Hatch Custom - Preto Liszt - ECU PROecu v2.0 N20XF - Motor N20XF FlexPower 2.0 2012 0.km Legalizado - ABS 8.0 - Freios 5F 288/286mm - Sistema Escapamento Inox 304 - Customização desde 2005~Presente

Meglio vivere un giorno da leone che cento anni da pecora!

monzz
Membro GL (Ní­vel 2)
Mensagens: 78
Registrado em: 04 Dez 2008, 16:08
Cidade:
Estado: - SELECIONE --------
Modelo: - SELECIONE --------

Re: Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por monzz » 22 Jun 2015, 16:30

Caro Rafaelo, qual a marca desta maquina que usou?
abracos

Avatar do usuário
Rafaelo
MODERADOR
Mensagens: 10162
Registrado em: 13 Jan 2007, 10:32
Cidade: serra gaúcha
Estado: Rio Grande do Sul-RS
Modelo: Monza Hatch
Motor: 2.0
Ano: 1982
Combustível:: Etanol
Injeção: MPFi

Re: Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por Rafaelo » 22 Jun 2015, 17:47

monzz escreveu:Caro Rafaelo, qual a marca desta maquina que usou?
abracos
http://produto.mercadolivre.com.br/MLB- ... atocha-_JM
MARCA AGUIATECH é nacional muito boa. a melhor que ja vi ate agora nessa categoria :smt023
Monza Hatch Custom - Preto Liszt - ECU PROecu v2.0 N20XF - Motor N20XF FlexPower 2.0 2012 0.km Legalizado - ABS 8.0 - Freios 5F 288/286mm - Sistema Escapamento Inox 304 - Customização desde 2005~Presente

Meglio vivere un giorno da leone che cento anni da pecora!

monzz
Membro GL (Ní­vel 2)
Mensagens: 78
Registrado em: 04 Dez 2008, 16:08
Cidade:
Estado: - SELECIONE --------
Modelo: - SELECIONE --------

Re: Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por monzz » 23 Jun 2015, 10:29

Caro Rafaelo, nesta maquina pode usar arame 0,8mm? ou ela não usa rolo de arame? no caso para latas finas de autos.
abracos

Avatar do usuário
Rafaelo
MODERADOR
Mensagens: 10162
Registrado em: 13 Jan 2007, 10:32
Cidade: serra gaúcha
Estado: Rio Grande do Sul-RS
Modelo: Monza Hatch
Motor: 2.0
Ano: 1982
Combustível:: Etanol
Injeção: MPFi

Re: Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por Rafaelo » 23 Jun 2015, 11:18

amigo, TIG nao usa arame e sim vareta de adição, sao dois processos bem diferentes MIG e TIG
Monza Hatch Custom - Preto Liszt - ECU PROecu v2.0 N20XF - Motor N20XF FlexPower 2.0 2012 0.km Legalizado - ABS 8.0 - Freios 5F 288/286mm - Sistema Escapamento Inox 304 - Customização desde 2005~Presente

Meglio vivere un giorno da leone che cento anni da pecora!

Avatar do usuário
Eugean
Membro SL/E (Ní­vel 3)
Mensagens: 284
Registrado em: 21 Jul 2011, 13:51
Cidade: Sumaré
Estado: São Paulo-SP
Modelo: Monza Barcelona
Motor: 2.0
Ano: 1992
Combustível:: Etanol
Injeção: EFi

Re: Reparo em estamparia por continuidade(processo TIG)

Mensagem não lida por Eugean » 03 Jul 2015, 01:17

Legal Rafelo, é otima esta maquina, porem a minha veio com vazamento no engate rapido, jas fiz um novo rabicho só que conequitei a mangueira direto na solenoide dentro da maquina e na outra ponta um engate rapido novo, por enquanto estou testando a solda no modo eletrodo, e gostei muito, alias nunca tinha nem chegado perto de uma maquina de solda, a hora que derreti o primeiro eletrodo, fiquei maravilhado com os coco de pombo que fiz kkkkk, como te falei estou tentando fazer aquela estrutura para poder virar o assoalho do carro de lado, fiz algunas soldas no eletrodo e estao ficando cada vez melhores, ja estou ate conseguindo controlar o eletrodo e7018 que é proprio para estruturas e muito deficio de controlar, fiz um teste esse dias soldei um pedaço de tubo de 6mm em uma chapa de 8 a 10 mm com os mesmo materias que farei a estrutura em 120 amp e ficou muito forte, meti a marreta pra ver se ia trincar, entortou tudo mas nao fez nada na solda, abraços e muito obrigado por fazer este topico vai ajudar muito eu e os outros tambem.

Responder